Quer saber qual é o segredo de uma boa redação?  
temas de redação

 

Os temas de redação são como o cérebro, são eles que vão comandar todas as suas ações e intenções ao redigir.

Obedecê-los é vital; do contrário, a sua redação pode até ser anulada.

Das 500.000 notas 0 do ENEM 2014, 217.000 foram em função da fuga total do tema, ou seja, quase metade.

Este artigo vem para lhe dar boas dicas para que você nunca mais derrape nos temas de redação.

Preparados? Em 3, 2, 1… já!

1.     Assunto x tema x título

temas de redação

Para ter certeza que você será fiel ao tema, o primeiro passo que você precisa dar é saber diferenciá-lo do assunto e do título.

O assunto é um conteúdo mais amplo, o tema é o assunto restringido, afunilado e o título é uma expressão curta que faz menção ao tema ou ao assunto. Exemplifiquemos.

No ENEM 2014 o assunto foi “publicidade infantil”; o tema foi “publicidade infantil em questão no Brasil”; um título que se poderia criar é “A Publicidade Infantil e a Educação no Lar”, por exemplo.

Como se vê “publicidade infantil” é amplo, muitos temas poderiam surgir desse assunto; a publicidade infantil que se pratica no Brasil é um estreitamento desse assunto.

Já para o título, há sempre inúmeras opções. De cada assunto, centenas de tema e títulos podem surgir.

Mas fica a pergunta, o título é obrigatório em exames como ENEM, que tem critérios rigorosos?

Não. Entretanto, uma redação que o desenvolve tem um grande diferencial, pois já direciona o leitor para o conteúdo que foi escrito.

A minha recomendação, logo, é: nunca deixe de criar um título; mas faça isso somente no final da redação, já com uma visão mais ampla do que foi escrito.

2.     Desmembrando o tema

temas de redação

A importância de assimilar bem o tema é crucial para o sucesso de sua redação. Ele é composto por uma frase geralmente.

Para o compreender melhor, é interessante que você separe cada palavra ou expressão do tema e tente verificar o que você sabe sobre cada uma, listando em um rascunho.

Vou exemplificar: no tema do ENEM 2011, “viver em rede no século XXI: os limites entre o publico e o privado”, o desmembramento poderia ficar da seguinte forma:

  • Viver em rede: uma vez que surgem as palavras “público” e “privado” mais à frente, a “rede” a que se refere aqui obviamente é “conectado á internet”.

Como? computadores, celulares, tablets etc. Por quais meios? redes sociais e afins.

  • Século XXI: quando se inicia o século XXI? 2001; ou seja, tudo sobre o que você for discorrer será a partir de 2001.
  • Limites entre o público e o privado: o que pode se tornar público? algo que não invada a privacidade.

O que deve ser privado? aquilo que pode causar cobiça ou o que pode não ser aceito pela sociedade.

Qual é o limite de exposição, nos tempos atuais, em que todos expõem tudo? não há limites sólidos, pois o que para alguns é privado, para outros pode ser público.

Lembrando que esse é só um exemplo de como você pode desmembrar o tema e responder cada uma dessas perguntas com a sua opinião.

3.     Textos motivadores

temas de redação

A proposta de redação geralmente é composta por: tema + textos motivadores. Mas o que são os textos motivadores?

Leia também:
Redação para o ENEM: Descubra As Mentiras Que Te Contaram sobre As Competências de Avaliação

São aqueles textos que acompanham a maior parte dos exames. Neles, você pode encontrar artigos de jornais, mapas, tirinhas, ilustrações etc.

Eles têm dois propósitos: 1- fornecer dados e informações relevantes sobre o tema; 2- verificar se aluno sabe interpretar textos.

O que dizem, frequentemente, as propostas de redação? “a partir da leitura dos textos motivadores… redija…”.

Isso significa que a leitura deles é condição obrigatória para que você tenha uma base para desenvolver a sua redação e, às vezes, até obter informações que você não sabia sobre o tema.

No ENEM 2012, cujo tema da redação foi “o movimento imigratório para o Brasil no século XXI”, os textos motivadores trouxeram informações dos imigrantes do passado,  do presente, a razão pelas quais saíram de seus países e as suas qualificações.

Muitas vezes, por mais informado que você esteja sobre o tema, você pode desconhecer alguns desses detalhes, que acabam servindo de exemplo em sua argumentação.

Você deve observar atentamente o posicionamento dos autores dos textos motivadores, o que eles querem provar e os seus argumentos para isso.

Depois, é conveniente que você faça uma reflexão sobre esse posicionamento, ou seja, se você concorda, se não e por quê.

Essa ponderação servirá de ajuda para você elaborar a sua tese sobre o tema.

Por exemplo, se um autor x é a favor da pena de morte e você não é, um argumento interessante que você pode utilizar é:

 

4.     Tangenciando o tema

temas de redação

Muita gente, mas muita mesmo, tira nota baixa na redação ou zera, não porque não sabe escrever, mas porque não repeita o tema.

Tangenciar o tema é não o abordar na íntegra; é redigir sobre algo que tem relação com o tema, mas não é o tema.

Exemplo: no tema do ENEM 2013 “Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”, tangenciá-lo seria discorrer sobre as consequências do consumo de álcool para dirigir e não falar da lei.

Ou abordar a lei seca, mas não falar de seus efeitos e assim por diante.

Um procedimento muito comum (e muito desastroso) é direcioná-lo só para algo que você conheça.

Tomando ainda o exemplo acima, se você é uma pessoa que tem conhecimentos de lei e decide discorrer somente sobre as questões da lei, ignorando as consequências da implantação, você tangenciará o tema.

Porque o tema não é “Implantação da Lei Seca no Brasil”, mas sim “efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”

Da mesma forma, se hipoteticamente, o assunto for gato preto e você falar sobre gato branco, você vai desviar-se do tema igualmente.

Há pessoas, ainda, que começam a argumentar sobre o tema e, de repente, quando veem, já mudaram o assunto, como se fosse uma conversa de botequim, na qual um assunto leva a outro.

FIQUE ATUALIZADO!
Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente nossas atualizações
 

É preciso muito cuidado e atenção para não desviar o foco do tema, isso certamente será prejudicial à sua nota.

5.     Fuga total do tema

temas de redação

A fuga total do tema é dissertar sobre um assunto que não tenha nenhuma relação com o tema exigido no exame.

Enquanto o tangenciar reduz a nota, afastar-se totalmente dele, zera.

Esse é o maior cuidado que você deve tomar, pois um grande esforço intelectual de produzir uma redação perfeita, pode ser jogado fora se você tratar de um assunto diferente do que requer o tema.

Leia também:
O Que é Tipologia Textual? Saiba Exatamente Tudo neste Artigo!

Há caso, pasmem, de pessoa que decidiu inovar: estava escrevendo sobre o tema, e, do nada, abriu um parágrafo ensinado receita de macarrão instantâneo.

Depois, no parágrafo seguinte, continuou a escrever sobre o tema. Veja aqui.

Essa atitude levou o ENEM a inserir, nas instruções das provas dos anos posteriores, o seguinte comunicado: “receberá nota zero a redação que apresentar parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto”.

A questão da fuga temática é bem simples, pediram para escrever sobre publicidade infantil, você abordou os ataques de tubarões em Recife, a redação é desconsiderada, quiçá nem lida integralmente pelo corretor.

→ Outras atitudes que podem prejudicar o seu desempenho na redação estão neste artigo aqui.

6.     Conclusão (temas de redação)

temas de redação

Nós vimos, neste artigo, dicas preciosas para você não “derrapar” nos temas de redação. São elas:

  • Saber diferenciar o assunto, do tema e do título
  • Saber desmembrar a frase que compõe o tema para melhor compreensão da proposta de redação
  • Saber ler e valorizar os textos motivadores
  • Saber como não tangenciar o tema
  • Saber como não cometer uma a fuga total do tema.

Se aplicadas, essas informações vão guiá-los(as) ao redigir uma dissertação e você dará mais atenção à questão, evitando perder pontos.

Pois manter o foco no tema, é imprescindível para atingir uma grande realização, que é a nota máxima. É o que recomenda Emanuel Coelho Guedes:

Se não há foco no que se faz, tampouco haverá façanha no feito.
Emanuel Coelho Guedes

E se você quer que seus amigos conservem o foco nos temas e não “derrapem”, compartilhe essas dicas com eles nas redes sociais.  😉

Espero verdadeiramente que essas dicas, sobre temas de redação, tenham lhe ajudado nessa jornada rumo ao conhecimento. Sucesso sempre…

Até!

Você Também Vai Gostar:
Ebook Propostas de Intervenção Originais

Sobre o autor

Bacharel e licenciado em Letras, especialista em redação e profundo admirador da arte da escrita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe com seus amigos!

Próximo